Página Principal  / Notícias para Turistas  / Bicicletada comemora dois anos de Ciclofaixa de Lazer do Centro

Notícias para Turistas

ver todas
Bicicletada comemora dois anos de Ciclofaixa de Lazer do Centro

Comemorar os dois anos da Ciclofaixa de Lazer do Centro e manifestar apoio ao Plano Cicloviário de Campinas. Esses foram os principais objetivos da bicicletada promovida por grupos de ciclistas e cicloativistas na noite dessa quarta-feira, dia 23 de janeiro.

A garoa do início da noite não atrapalhou o evento. Cerca de 80 ciclistas participaram da ação. Entre eles, o prefeito Jonas Donizette, que percorreu parte do trajeto. “Estou aqui para reafirmar o compromisso de levar adiante, dentro do plano de meios de transportes para a cidade, o projeto das ciclovias. Desejo estabelecer a opção do uso diário da bicicleta como meio de transporte”, declarou o prefeito.

O evento foi realizado no trecho da Ciclofaixa de Lazer do Taquaral / Norte-Sul; e também contou com a participação, na abertura, do secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), Sérgio Benassi; e dos vereadores Gustavo Petta (PCdoB), presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Câmara, e André Von Zuben (PPS).

“É compromisso da Administração valorizar o uso da bicicleta na cidade, como forma de lazer e de transporte para pequenos trajetos, como trabalho e estudo. A bicicleta é um meio de transporte importante, que deve ser mais explorado. Defendo a implantação de ciclovias e ciclofaixas permanentes, interligadas com o transporte público”, enfatizou Sérgio Benassi.

Eduardo Feliciano Sans Gomez, membro do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT) e participante do grupo “Domingueiras Bike”, afirmou que “o papel da bicicletada é de cobrança, um espaço para a população cobrar do poder público uma política séria para transformar a ciclofaixa em ciclovia”.

Passeio
Os ciclistas iniciaram a concentração, na Praça Arautos da Paz, por volta das 18h. A bicicletada começou às 19h, com trajeto pelo entorno da Arautos, Lagoa do Taquaral e Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), retornando no Viaduto São Paulo (Laurão) até o ponto inicial.

Agentes da Mobilidade Urbana da EMDEC acompanharam o passeio, preventivamente, para evitar acidentes com ciclistas e monitorar o trânsito.

Durante o percurso, o grupo reivindicou a implantação da ciclovia da Avenida Norte-Sul. O projeto, elaborado pela EMDEC, contempla a implantação do espaço exclusivo para bicicletas no canteiro central da via, até o Viaduto Laurão. O custo para a obra é de cerca de R$ 400 mil. Ainda não há recursos para a obra.

Plano Cicloviário
A EMDEC já possui um estudo de Plano Cicloviário para o município, que visa instalação de trechos permanentes e exclusivos para ciclistas. Foram detectados mais de 100 km de rotas cicláveis, na cidade. A meta é de chegar a 139,7 km de ciclovias e ciclofaixas até 2017.

Os trajetos atendem equipamentos públicos importantes, como escolas, creches, centros de saúde e áreas de lazer (bosques, praças e teatros). A rede de ciclovias e ciclofaixas será interligada ao Sistema InterCamp (sistema de transporte público coletivo municipal); e passará por vias artérias das principais regiões, chegando até os Corredores do BRT, terminais urbanos ou estações de transferência. Além disto, a EMDEC também pretende dotar vários locais estratégicos com bicicletários.

A bicicleta é indicada para deslocamentos curtos, com raio em torno de 5 km. Com velocidade média de 15 km/h, o tempo médio do percurso fica em 20 minutos.

Ciclovias e ciclofaixas
Campinas possui, atualmente, 24,2 km de ciclovias e ciclofaixas. Confira:

- Lagoa do Taquaral: Ciclofaixa permanente com 5 km de extensão (a ciclofaixa da Lagoa do Taquaral integra a Ciclofaixa de Lazer do Centro, mas pode ser usada durante todos os dias da semana);

- Arautos da Paz: Ciclovia permanente com 1,2 km de extensão (também integra a Ciclofaixa de Lazer do Centro);

- Ciclovia do Kartódromo: 1,3 km (também integra a Ciclofaixa de Lazer do Centro e somente pode ser usada durante a abertura do espaço);

- Ciclofaixa de Lazer do Centro: total de 9,1 km (abrange parte do entorno da Lagoa do Taquaral, passando pelo Kartódromo e Praça Arautos da Paz, seguindo até o viaduto São Paulo (Laurão), pela Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul)). Funcionamento somente aos domingos e feriados, em horário definido;

- Ciclofaixa de Lazer do Ouro Verde: 5,5 km (abrange o trecho da Avenida Coacyara entre o Bosque Augusto Ruschi e a Avenida Ruy Rodriguez). Funcionamento somente aos domingos e feriados, em horário definido;

- Barão Geraldo: 1,2 km de ciclovia e 2,7 km de ciclofaixa permanentes;

- Amarais: Ciclofaixa permanente com 2,7 km de extensão (bidirecional);

- Parque Linear Dom Pedro: Ciclovia permanente com 1,7 km de extensão (bidirecional).

Ciclofaixas de Lazer
A Ciclofaixa de Lazer do Centro foi inaugurada no dia 23 de janeiro de 2011.  Ela recebeu a denominação de “Centro” porque o marco inicial era no Largo do Rosário; e o final, na Lagoa do Taquaral.

O percurso da ciclofaixa, no sentido Centro x Taquaral, contemplava a Avenida Francisco Glicério (atendendo o Largo do Rosário e Largo do Pará), Avenida Aquidaban, Rua General Marcondes Salgado (Bosque dos Jequitibás), Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), Avenida Júlio Prestes, Avenida Dr. Heitor Penteado (Lagoa do Taquaral) e Rua Vital Brasil (Praça Arautos da Paz).

Já no sentido Taquaral x Centro, os ciclistas percorriam a Avenida Dr. Heitor Penteado, Rua Vital Brasil, Avenida Júlio Prestes, Avenida José de Souza Campos, Avenida Dr. Moraes Salles (subida da lateral do Viaduto Laurão), Rua Coronel Quirino, Avenida Aquidaban e Avenida Francisco Glicério, passando pelo Largo do Pará até o Largo do Rosário.

Atualmente, a ciclofaixa opera no entorno da Lagoa do Taquaral, no Kartódromo, Praça Arautos da Paz e na Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), até o Viaduto São Paulo (Laurão). O funcionamento é aos domingos, das 7h até as 12h.

Já a Ciclofaixa de Lazer do Ouro Verde foi inaugurada no dia 1º de maio de 2011. O trecho inicial era na Avenida Coacyara, saindo do Bosque Augusto Ruschi, entrando na Avenida Ruy Rodriguez, até o ponto próximo à Ponte do Rio Capivari. Depois, o trecho ficou somente na Coacyara, entre o bosque até Ruy Rodriguez. Atualmente, a ciclofaixa do Ouro Verde não está operando.

 



Serviços


EMDEC - Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas S/A - CNPJ 44.602.720/0001-00
Rua Dr. Salles Oliveira, 1.028, Vila Industrial, CEP 13035-270 - Campinas-SP
Fale Conosco Emdec 118


© Copyright. Melhor visualizado em 1024x768. Site homologado para navegadores: IE10, Chrome30, Firefox30 e superiores.
Interagi Tecnologia