17 de Janeiro de 2018 - Campinas/SP
Página Principal  / Educação para Mobilidade  / Campinas vence Prêmio Denatran de Educação para o Trânsito 2011

Educação para Mobilidade

ver todas
Campinas vence Prêmio Denatran de Educação para o Trânsito 2011

Desde que surgiu nos anos 2000, o Prêmio Denatran estava na lista de conquistas que Campinas batalhou para alcançar nos últimos anos. E, agora, a cidade pode comemorar. A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC) acaba de receber esse reconhecimento inédito. O XI Prêmio Denatran de Educação para o Trânsito – Suas idéias fazem um trânsito melhor – premiou o Programa de Prevenção ao Álcool e Eventos Relacionados ao Trauma para Jovens (P.A.R.T.Y.) como o vencedor na categoria Projetos e Programas de Educação no Trânsito.

A premiação será nesta terça, dia 13 de dezembro, às 9h, no Centro de Eventos da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), em Brasília, em cerimônia oficial do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A EMDEC estará representada na premiação pela gerente de Educação e Cidadania, Roberta Mantovani, que coordena os projetos e atividades educativas na empresa. A cidade receberá R$ 10 mil para aplicação em projetos e campanhas de educação de trânsito.

De acordo com a EMDEC, os recursos serão investidos na próxima campanha para redução de acidentalidade, que será lançada ainda neste mês de dezembro.

O programa PARTY surgiu no Canadá há 20 anos; e, em Campinas, foi implantado em 2010, graças a uma parceria entre a EMDEC, Liga do Trauma, Hospital de Clínicas da Unicamp, Centro de Referência em Reabilitação da Prefeitura, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM), Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Núcleo de Prevenção de Violências e Acidentes, e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O transporte dos alunos na visita ao hospital é garantido também por meio de parceria com o Sindicato do Fretamento (Sinfrecar).

No projeto, estudantes participam de uma visita monitorada ao Hospital de Clínicas da Unicamp e acompanham palestras educativas, com períodos de reflexão sobre seus atos e breves visitações a alguns setores do hospital (enfermarias, UTI, Ala de Internação Ortopédica, entre outros setores). Durante as visitas, eles têm a oportunidade de conversar com os pacientes e ouvir suas histórias.

A ação tem continuidade na escola, onde professores desenvolvem projetos pedagógicos interdisciplinares no sentido de aprofundar os conteúdos discutidos.

Os números do P.A.R.T.Y. em Campinas
Na cidade, o projeto foi implantado no segundo semestre de 2010. Portanto, em menos de dois anos, 24 escolas estaduais de Campinas já foram contempladas com as visitas que colocam os jovens frente a frente com acidentados; e 1.413 alunos participaram das atividades educativas e de conscientização.

Segundo a gerente de Educação da EMDEC, Roberta Mantovani, “trabalhamos a conscientização dos jovens de que o trauma é uma doença que pode ser evitada a partir do momento em que os jovens façam escolhas seguras.”

Ela conta que a partir das visitas, são desenvolvidas atividades com estudantes que são sintetizadas em portfólios. Todo esse material é encaminhado ao Departamento de Programas de Educação da EMDEC, em data previamente estabelecidas com a coordenação pedagógica da escola participante. “Isso possibilita, juntamente com a aplicação dos questionários posteriores, definir medidores de como os conteúdos trabalhados são absorvidos e efetivamente utilizados no cotidiano dos jovens”.

Os adolescentes e jovens constituem uma faixa etária crítica em relação aos acidentes de trânsito. De acordo com estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de um terço das pessoas que morrem anualmente no trânsito são jovens de até 25 anos (Fonte: O Jovem e o Trânsito: Análise das Pesquisas). Dos 7.318 acidentes registrados no Brasil no Anuário 2008 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), os jovens representavam 27,9% dos mortos e 35,3% dos feridos.

O P.A.R.T.Y. é voltado prioritariamente a adolescentes do 2º ano do Ensino Médio, sendo realizado também com alunos dos outros anos desta etapa de ensino. A priorização dessa faixa etária está relacionada ao momento que esse segmento começa a dirigir, a participar de forma mais intensa da vida social por meio de festas e baladas e pela possibilidade de continuidade ao projeto no ano seguinte.

Saiba mais sobre a premiação
Na mesma categoria, na qual Campinas foi a grande vencedora, o Denatran agraciou com o segundo e o terceiro lugares, respectivamente, o projeto do Departamento de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Sul sobre Cursos de Qualificação de Professores Multiplicadores em Educação para o Trânsito; e o Programa Educação Viária é Vital, da Fundácion Mapfre (SP).

O Prêmio Denatran de Educação no Trânsito elege anualmente os melhores trabalhos produzidos sobre o tema “Trânsito”. O concurso, promovido pelo Denatran, tem o objetivo de incentivar diversos setores da sociedade a refletirem sobre aspectos relativos à segurança, ao respeito e à cidadania no trânsito.

O mais importante órgão de gestão do trânsito no país premia alunos, jovens, educadores, projetos e programas de Educação, reportagens e ou campanhas, músicas, poesias, paródias, vídeos e jingles, além dos municípios que enviam o maior número de trabalhos.



Serviços


EMDEC - Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas S/A - CNPJ 44.602.720/0001-00
Rua Dr. Salles Oliveira, 1028, Vila Industrial, CEP 13035-270 - Campinas/SP - (19) 3772-1517


© Copyright. Melhor visualizado em 1024x768. Site homologado para navegadores: IE10, Chrome30, Firefox30 e superiores.
Interagi Tecnologia